sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Pastel na madrugada

Anos 70, logo no comecinho, programão era tomar batida e pegar mulé. Com 17, pode tudo isso: estômago de avestruz, bebe-se de um tudo, e tesão de segurar toalha molhada. De dia, adorava os barzinhos de periferia tipo Areal de Baixo, Ladeira da Conceição, Taboão e Mercado de Santa Bárbara na Baixa dos Sapateiros e Mercado das Sete Portas. Batida de limão, invariavelmente, pra encher a cara; à noite, Diolino na Mariquita ou Vilar em frente à antiga fábrica de papel na Amaralina, onde hoje é um posto de gasolina; aqui, já com as mulé, rolavam Gabriela Cravo e Canela, Calcinha de Nylon, Leite de Camelo, Pele de Peito e outras perfumarias. Fim de noite, dois caminhos: Good Day em frente ao Brazeiro da Carlos Gomes ou o China da Ladeira da Praça, este o nosso preferido por causa do golpe: algazarra, chega-se em turma e um vai ao Caixa do China ( aquilo é olho de sono?); compra-se uma ficha de cinco pastéis, por exemplo, por cinco dinheiros; no balcão já ao lado dos comparsas, põe-se mais dois dinheiros enroladinho junto com a ficha na mão do balconista ladrão e este começa a rolar pastel até todos os buchos estarem entupidos! Com uma ficha! O china lá, com o olhar de mormaço, achando tudo sob controle. Meu Deus, como pude fazer aquilo!! Me lembrei deste episódio ao comer um pastel comprado em Mar Grande, hoje à tarde, antes de embarcar na lancha pra Bahia. Nem vi como estava o tempo. A visão do inferno! a lancha jogou, balançou, arremeteu, sacudiu. Parece que, enfim, o China da Ladeira da Praça e todos os outros bilhões de chineses se vingaram: vomitei TODOS os pastéis lícitos e ilícitos que já comi na vida. Vomitei o pastel junto com o remorso. Quase vomito a alma.

4 comentários:

Maíra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maíra disse...

Vcs sabiam curtir a vida em pai !!

maria guimarães sampaio disse...

essemenino... e depois de adulto e casado você ainda teve de levar "tout la famille" para conhecer o 63?
a vingaça dos chineses botou para F! Beijos maricotim

Maria Paternostro disse...

E o birro duas vezes na mesma barraca em carnaval?

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas