terça-feira, 19 de agosto de 2008

Exílio, dourado em dendém.

Hoje me perguntaram se eu voltaria a morar na Bahia. Volto não. Vim morar aqui no interior aos quatro anos e por cá fiquei até voltar pra capital para fazer o ginásio. Nasci lá, na maternidade Climério de Oliveira, no fim de linha de Nazaré. Morava pertinho, na garganta do Caquende, 235, endereço tão citado por mim e Maria- aquela casa tem estórias para dois livros!- vizinho de parede com Profª Candolina. O Jardim de Nazaré era enorme, circulava sozinho aos dez, onze anos, ia a pé pra escola, pra cortar cabelo na Saúde, nadar na piscina da Fonte Nova, ia pra casa das Ramos pelos quintais, conhecia o baleiro e o verdureiro pelo nome e trocava revistas na porta do Cinema. Um dia o prefeito arrogante, tirano, autoritário, derrubou minha casa, pagou uma miséria por ela e me expulsou do bairro. Próximo destino: Matatu. Já não era a mesma coisa. Depois de formado, nova vinda para o interior, Maracás, Taperoá, Nilo, Ituberá. Agora tô quieto por aqui e vou vez em quando à Bahia -quando não é lançamento de livros, tomar um chá de "civilização"! O resto, vocês já sabem, o que era daí, agora é aqui. Ontem me trouxeram camarão na porta. E era pistola.

5 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

vou tentar uma surpresa amanhã para você

aeronauta disse...

Afinal de contas, qual é o interior mesmo que você mora? (Desculpe-me a curiosidade.)

Meninha disse...

Hoje em dia até cerveja nos trazem na porta... quer vida melhor?

Ricardinho disse...

Tranquilidade melhor que está? só mesmo em Ituberá!isso eu não tenho dúvidas, quer dizer só as vezes que a minha Banda( @.Som) está ensaiando no vizinho Erico que faz um pouco de barulho.
rsrsrsrsrsrs
SUGESTÃO: Venha assintir uma horas destas um ensaio que vc irá gostar, eu acho.
Um grande abraço, do amigo Ricardinho da dengue.

Maira Rocha disse...

Olha olha quem está por aqui... Pouco te conheço mais carrego muito de vc, vira e mexe ouço alguém dizer:" você não é Maira afilhada de Bernardo? Ele que colocou seu nome não foi?" Sim sou sim afilhada de Bernardo mas triste demais por não conviver com ele. Como vc está? pelo que li em seu blog (ótimo) vc está em Ituberá não é? quando aparece por aqui? ouvi rumores que vc estaria preste a nos vistar, que passaria um dia em cada casa e dormiria na casa de Bernadete... :( mas esse dia que não chega... Venha conhecer minha filha Clara Vitoria... "Clara" por meu pai (grande pai que amo muito) e "Vitória" por minha mãe e eu sempre tentando balancear a coisa né? Venha pra conversarmos, preciso saber mais de ti. Amei seu blog, depois de ter lido TODOS OS POSTS senti que fiquei conhecendo um pouco meu Padrinho e por falar em padrinho... a benção dindo! rsrsrsrsrs Beijos e estou te esperando viu!

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas