sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Por falar em Roma...


Chegamos em Roma de trem, vindos do Aeroporto Leonardo da Vinci, o da unha encravada. Desembarcamos na Estação Termini e corremos, literalmente, para o Hotel Coliseum ali pertinho, com Juvita voando atrás do carregador disparado que segundo ela, estava roubando nossas malas. Eu nunca vi uma chegada daquela. Tudo conspirava para um desastre. Chegamos à noite e do terraço do hotel assistimos a movimentação da sexta-feira santa no Coliseum, com João Paulo II e tudo. Nem dava pra sair porque Juvita estava morta.

Pausa para explicação: além de Vera, viajaram conosco minha irmã Mena, minha sogra Juvita e minha tia Naju. Nem digo qual mas a mais nova tinha quase setenta.

Na primeira manhã, depois do banho descemos para esperar as meninas para o café. Elas não davam um peido sem que eu e Vera estivessemos junto pra cheirar; só sabiam dizer buon giorno. Mas não sabiam pedir café. Todas desceram menos Mena. Ela é assim: demora pra caralho para se arrumar. No meio do papo, entre nós e o balcão da recepção, passa aquela coisa pequenininha feito um raio, mal dando pra distinguir "o que" era. Era Mena, o raio. Passou lotada por nós, atravessou a porta de vidro como se não existisse porta e saiu quase nua para o frio de 2 graus e quando me levantei ela já entrava de volta no hotel agarrada, abraçada, lívida, à sua pochete. Sabe aquelas pochetes de viagem que todo ladrão sabe que está debaixo da roupa? Estava nos peitos de Carmeninha, agora voltando a cor aos poucos.

O que foi aquilo?

-"depois do banho, resolvi limpar a pochete; segura na mão esquerda, com a direita dei a passar a escova de cabelo, na janela, admirando a vista. Na terceira escovada a pochete voou. Só tive tempo de olhar meus dólares, liras e o passaporte caindo, caindo e esperei só o tempo de saber se caía na marquise ou na rua. Caiu na rua, entre dois carros. Desci os cinco andares de três em três degraus, nos ultimos pulei cinco, voei pela porta a fora mas consegui. Ai meu Deus!
Por que vocês estão com tanta roupa de frio?"

Antes do final da viagem, ainda caiu na banheira e quebrou uma costela.


11 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Primaldo,
comprarei um pacote de fraldão. Ou uso fraldão para ler seus blogs ou caio de tanto carreirão para não urinar na cadeira do compu. Melhor comprar um portátil para já ler sentado no pinico.
Beijos ainda às gargalhadas.
Da primalda Maria
PS nem quero pensar nesta raça reunida em boi nos ares
outro PS as letras dapi de baixo hoje são XOXOTA, que nota?

maria guimarães sampaio disse...

PS maior
portátil, para quem não conhece meu linguajar significa lap-top ou qualquer coisa assim
MARIA
agora as letras estão formando CARALHAL

Bernardo Guimarães disse...

Aqui as letras são: MINET. Isto está uma putaria.
Boi nos Ares que nos aguarde; Mena está a mil depois que ficou meio surda.

Edu O. disse...

Pô Bernardo, tá demais!!!!

Nilson disse...

É muito engraçado! A sequência é impagável, e de fato a gente vê tudo como num filme. A cena do raio em ritmo de cinema mudo. E a queda da pochete, claro, em câmera lenta. Muito bom!

Edu O. disse...

Bernardo, sinta-se em casa. Pegue tudo que vc achar que deve, embora diante das tuas as minhas não sejam lá essas grandes coisas.

Bernardo Guimarães disse...

A quem possa achar nosso papo estranho, eu copiei uma poesia linda que Edu escreveu lá no seu Monólogos na Madrugada.
Edu, não escrevo poesia como vc. Meu estilo é o besteirol literário!he...he...he...

Edu O. disse...

Bernardo, vc que gosta das coisas do interior, veja no blog de minha mãe a missa pedida de São Cosme que ela fez em miniatura.

o blog dela é: http://senhoradaspequenascoisas.blogspot.com/

abração

miro paternostro disse...

acho que vou fazer como Maria e comprar um pacotao de fraldas geriátricas, nao sei se dei mais risada, lendo sua postagem, ou imaginando Mna atras da pochette ou dos arremates de nossa prima Maria! tô de câimbra de tanto rir.
afinal quem caiu na baheira e quebrou a costela, Mena, a pochette dela, ou as duas?

fui

PS minhas letras dao quase uma coisa também pornografica: tudzinfia

adorê

Mãe de Iara disse...

É a cara de Tia Mena, menino tem coisa que só acontece com ela !! Parece até que estou vendo toda a cena !! rararara. Muito boa pai !!

Meninha disse...

Não me faça rir de minha xarazinha... kkkkkk

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas