sexta-feira, 25 de julho de 2008

O$ vagalume$


Quando a gente morava na fazenda, ficava num assanho quando vinha alguem da Bahia visitar. O lugar era o fim do mundo. Meu pai instalou um carneiro hidráulico pra jogar água no tanque e a energia era de um gerador, a partir de uma roda-d'água. Água de beber vinha da fonte em barril, pro porrão ( um pote enorme) daí pra moringa. A correspondência vinha de avião, era jogada pela janelinha em voo rasante e a gente ( os meninos, é claro) desembestava pelo pasto pra achar o pacote. Vez em quando o piloto errava o alvo e por várias vezes o pacote não foi achado ou era encontrado boiando no rio. Mena, que morava na Bahia, vinha sempre, duas vezes ao ano. Cheia de revistas Manchete, Fatos & Fotos, Sétimo Céu, quadrinhos, doces. Uma das visitas mais esperadas era tia Norma. Era casa cheia. Era a unica pessoa adulta a dar importancia às crianças. Mais do que isso: fazia a alegria da garotada. Boquinha da noite, dava a pista: "Vagalume guardado em caixa de fósforo, vira dinheiro!". Era uma loucura. Alguem tem ideia da dificuldade de se pegar vagalume? quando se vê a bunda acesa e se mete a mão, já está adiante, e faz curva voando, apaga a bunda, acende mais acima...um inferno. Mas a vontade de ganhar dinheiro era tanta que com a ajuda de Magno, o gerente engenhoso, sempre dava pra descolar um ou dois por noite. Guardados nas caixinhas, vinham as horas de espectativas. "Não pode ficar olhando toda hora, senão não vira! Só se transforma de madrugada, depois que todo mundo dormir". Que acordar maravilhoso! Corrida às caixinhas e lá estavam valiosas moedas, muitas moedas! Sempre tinha uma a mais na caixinha do afilhado. Eu! E eu nunca desconfiava de nada ao ver, ao lado das moedas, vagalumes mortos.

7 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Bernardo, saudade de tudo. Um dia desses coloco um textículo sobre os vagalumes mais velhos. Hoje, já está pronto, é sobre saudade. Beijos de sua prima

Maíra disse...

Pai, acho que este foi um dos textos mais lindos que vc já escreveu !! Fiquei emocionada !!
Lindo, lindo, lindo !!

miro paternostro disse...

obrigado avocê também pelas viagens pelos interiores da Bahia, pelas estórias e histórias dos Guimaraes.
voce viaja de lá, eu viajo de cá.
muito bom isso!
até,
m

Maria Paternostro disse...

Genial, inclusive os "$" do título. Bjs

Edu O. disse...

nossa, li como se fosse estória para me ninar e ainda com essa figura. que beleza!!!

Carmena Guimarães disse...

Lindo,lindo, lindo!

Lua disse...

Nossa, pai, acho que esse foi um dos textos mais lindos que já li. Além de bem escrito a figura tb é linda, emocionante. Parabéns.

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas