domingo, 6 de julho de 2008

Inverno



Tem uma nuvem estacionada aqui em cima de Ituberá. Chove pacas. A cruviana não me alcança no cantinho do computador. Da cozinha vem um delicioso cheiro de chá de canela - tem um pé aqui na porta. Zulu, meu cachorro, sequer sai da sua casinha. Que nem eu. Cama quentinha. Afinal, não é pra isso que serve o inve
Foto: Bernardo

4 comentários:

danvelloso disse...

Como eu já lhe disse,adorei o seu blog,principalmeite o que vc escreveu sobre a sua neta,confesso que fiquei com uma pontinha de inveja por ainda não ser avó,mais eu chego lá,qto a política amigo,demorou, e o inverno, aqui tb tem feito um friozinho bem gostoso, mais êle aí no seu mundo, deve ser mais gostoso.
Abs,
Eridan

maria guimarães sampaio disse...

e a foto bonita, é sua casa?
E amanhã? estarás ou não aqui? Venha, o céu está azul, sem nuvens púmbleas, sem chuva. "Vem! A Bahia te espera". Beijos Prima

Judith disse...

Inverno? Aqui? Só de nome mesmo, mas quanto à chuva, compartilho cada comentário e sentimento.
Morro de calor, mas só de ver, ouvir e cheirar água caindo do céu já me sinto a meio caminho do paraíso. (Maneira de dizer, que pressa de chegar lá não tenho nenhuma...)

maria guimarães sampaio disse...

já recomendei o blog de Edu?
http://monologosdamadrugada.blospot.com

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas