domingo, 25 de julho de 2010

Chorik, o aniversário


Nós


É assim com os blogs: a gente vê um e resolve futucar os penduricalhos. Já consumia licuris até me embriagar, através dos continhos pra cão dormir da prima e foi lá que vi o novo penduricalho: chorik. Nome mais engraçado, de início fiquei sem jeito de perguntar o significado, mas depois ele mesmo foi se mostrando, a principio, numa foto que escondia quase tudo, só entregava a descendência nipônica. Depois vieram D. Zezé, Nanda, Dudu, Nina, Gabriela, Mariana, Isabel e o resto da renca de quem já somos íntimos e já chamamos pelos apelidos. E ficamos amigos. Chorik hoje deve ter mais amigos baianos que paulista e, se bobear, que japoneses. E amigos são assim: choram o riem juntos. Assim como estamos todos felizes com este aniversário, já estivemos tristes, com as baixas de ambos os lados. O tombo de Chorik, sua mudança para Americana, a viagem pra Porto Seguro e suas consequencias, o susto com D. Zezé, com a netinha, a morte de seu pai, tudo tirado de letra pelo japa.
Travamos, há pouco tempo, um duelo delicioso, com textos que me inspiraram ( e acho que a inspiração foi embora...) e que fizeram a delicia dos leitores nossos. Dobrei-me ao vencedor, indubitavelmente. Corri do kamikase, com meu patuá de Ogun no pescoço. Mas que vencedor grandioso! Em vez de me decapitar, me elevou. Ainda por cima, na minha pior hora, na pior baixa do lado de cá, a morte de minha querida prima Maria Sampaio, recebi seu telefonema e com sua voz, uma novidade para quem só se conhece por textos, recebi o conforto que precisava. A voz parece com ele, mas a palavra falada, quase sussurrada, me fez para sempre separar o Chorik do Celso. Só não sei ainda de qual gosto mais.

a foto foi surrupiada do próprio

9 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Por aqui também deixarei meus parabéns para o blog Chorik, blog que nós baianos apreciamos e acolhemos, dada a empatia que sentimos com ele. E seu dono, Celso, nos conquistou facilmente.

Ricardo Dib disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo Dib disse...

Vale rassaltar que ele escreve dentro de um excelente nível literário, digno de um livro.
Também já virei fã.

Chorik disse...

Querido Bernardo, muito obrigado pela homenagem e por essas palavras tão gentis. Considero todos vocês uma benção na minha vida. Sigamos todos juntos, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, nem a morte irá nos separar.
Abraços emocionados do seu amigo.
Celso/Chorik

aeronauta disse...

Chorik, com o seu blog, entrou nas nossas vidas como um grande presente: e de Deus, tenho certeza.

Lidi disse...

Eu também sou fã do Chorik.

I.Moniz Pacheco disse...

Também eu conhecí o Chorik através de Maria Sampaio, também eu me rendí ao seus deliciosos escritos que mesmo quando traz notícias não tão boas, deixam gosto de quero mais pelo seu estilo leve e divertido. Parabéns.

Edu O. disse...

Perdi uns dias da blogsfera, não pude comerar esta alegria.

Denise disse...

Sei que vou parecer tola
Mas cai na choradeira aqui

è...demonstração de afeto (num mundo onde tantos nem sabe o que é) me deixa assim........abobada`well well well

Chorik merece.........e acho q vc tb rs

afagos

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas