segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Reveion



Depois do Natal, Reveion, bobagem maior que a outra. Aliás, dou um pelo outro e não quero volta. Ano Novo o que, cara-pálida? O que fazer com o dos chineses ou o dos judeus? Quem me garante que tem troca de ano mermo? e não é só apelo comercial não, é histeria coletiva. Cada ano, mais um milhão se acrescenta à praia de Copacabana; quero ver daqui a dez anos ( quero mermo!) como vai caber doze ou quinze milhões esticando o pescocinho pra riba mode ver os foguetes papocando. E todo mundo de branco; nem eu que sou médico, uso. E o ano é de quem mesmo? oxóssi? oxalá? nunca ouvi dizer que Nanã reinou num ano, é sempre um dos "quatro grandes".


Tô fora definitivamente desses rituais que as pessoas repetem por inércia. Por isso não canto parabéns pra você, só pra não ouvir a segunda parte. Ficar em casa. Não dá nem pra ver TV: tem o Faustão e "a primeira" criancinha a nascer no ano e as indefectíveis "previsões" que todo ano eu juro que vou guardar pra desmascarar os magos e depois vejo que não vale a pena. Bom é dormir e acordar depois que tudo isso já é passado, e o ano, nem mais tão novo assim. Talvez eu é que esteja mais chato do que todo o resto do mundo, não me levem muito a sério. Agora, querem me dar razão? quem aguenta ouvir, no dia primeiro, que " a gente não se vê há um ano?"




foto reveion em salvador: a tarde.com

9 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Concordo com tudo.
Cadê Vera? Mando um beijo para ela.
Eu estou falando como Maria e vc escrevem, por causa do romance Estrela... Fecho os olhos e só aquele mundo que Maria criou, que coisa fantástica.
Bj para vc também, mas não esqueça o de Vera.

aeronauta disse...

Meu Deus, adoro demais o que você escreve. (Ri e muito.) O que você escreveu é tudo o que acho. Não tenho mais paciência pra tantas repetições chatas que há nessas festas de fim de ano. Como dizemos lá na minha terra: "é cada bestajada!": tudo igualzim aos anos passados. Será que o povo não percebe isso?; essa bestajada?

maria guimarães sampaio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
maria guimarães sampaio disse...

Meu querido e idolatrado primo, falarei agora como um amado namorado que eu tive e dizia, entre risos: "minhas invejas". Pois, minhas invejas vão para o rico, belíííííssimo (o namorado também falava assim), maravilhoso texto, idolatrado salve salve. Assino junto com você, posso?
----
a palavra de hoje: pungsi
tirei o comentário para remendar uma palavra - agora vai.

Chorik disse...

Agora vou te sacanear. Você está tão ranzinza que só vou passar aqui no ano que vem.

Mãe de Iara disse...

Pai, vc tá ficando muito reclamão !!
Pra falar a verdade, também não gosto de Natal e Reveillon, mas no último sempre imagino, simbolicamente falando, um capitulo fechado da minha vida !!
Lições aprendidas...

bjs

Lua disse...

hehheh vem logo para cá, gordo, que vamos romper o ânus (mais uma que a galera adooora) juntos!! bjss

Nilson disse...

Reveião é mesmo bestage. E lá em casa o povo sempre foi dormir como todo dia. Só fui saber o que era reveião quando saí pro mundo!

Lidi disse...

Também não ligo muito pra esse lance de Ano Novo não. Abração, Bernardo.

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas