quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Cores Nomes


Se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava ninguem mexer em nada! Tinha de ficar assim, o flanboian explodindo nessa cor que ninguem sabe dizer o nome. Pra mim é brique. Minha mãe falava de umas cores estranhas, fúcsia, brique, esta pra mim é brique. Todo dia no meu trajeto pra Valença passo sob esta maravilha que é como por-do-sol: todo dia é diferente. Pena que em breve as flores briques vão-se embora. Mas depois vem as eritrinas, as acácias, as buganvílias ( aqui em casa tem fúcsia e brique) e eu cada dia mais curtindo morar num lugar como esse que me permite ver o que estou mostrando pra vocês.
Um beijo brique.
Um abraço fúcsia.
foto de bernardo da ba-001, valença, em 10.12.09

6 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Beleza. Como é bom parar e admirar.

Chorik disse...

Maravilhosa árvore. Maravilhosa cor. Maravilhosa postagem. Maravilhoso doutor.

maria guimarães sampaio disse...

e abraços sararás e suruás, beijos morenos jambo e morenos sapoti.
Dia 18 certeiro aqui?
----------
a palavra é acians mas faço de conta que não vejo, é ózadia, tão nos chamando de anciões (à porra)

I.Moniz Pacheco disse...

É uma bonita árvore. Cresci admirando suas flores na beira do rio Subaé, quando ele ainda existia. Hoje é apenas um riacho podre mas as flores sempre aparecem nesta época do ano emoldurando o fiapo de águas negras e fétidas lá embaixo.

Nílson disse...

Sempre que passo pelo baixo sul me dou conta de que é bonita essa estrada! A propósito de flores: adoro graxas de uma cor que não sei se é brique. Em contraste com o céu, não tem orquídea, ou florquídea, como diz a Estrela de Maria!

Edu O. disse...

as cores que vc pinta são de beleza ímpar

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas