quinta-feira, 14 de maio de 2009

Papas


Tenho uma relação especial com os Papas. Adoro as histórias sobre os antigos, muitas cabeludas outras escabrosas, os bastidores daquela eleição que deve ser uma coisa, com o "espírito santo" descendo para indicar o escolhido.

Tinha uma simpatia por João XXIII, com aquela cara de avô bonzinho. Nem sei se foi um bom Papa (pra quem?). Pio IX virou doce. Dizem ( foi do tempo de Maria) que Pio XII era um tirano e que andou fechando os olhos pras bandalheiras nazistas e fascistas. Paulo VI foi um chato. JP I, parece que ia dar um caldo, aí deram um nele. Quando apareceu JP II, caí de amores, fui ver ele na avenida tenho até um filho xará ( ele, o Papa, morreu sem saber que não foi por causa dele, foi coincidência) .

Foram 264 desde Simão Pedro e teve um, Bento IX, que adorava ser Papa: foi por três vezes! Teve Papa Bórgia ( irmão da Lucrécia), Pio, Leão, Xisto, Clemente, tivemos dois Papas de uma vez, período sem Papa, de um tudo um pouco. Um morreu na cadeia, nove foram assassinados, dois feridos em revoltas e um morreu com o teto que desabou em cima.

Como a Igreja é bem velhinha, parece que o espírito santo tá meio ceguinho, digo por causa desta ultima escolha. Acho que quando ele chegou, ( o pombo, e deve ser por aquela chaminé), rodou, rodou, cansou, ia dar uma paradinha, daí os cardeais naqueles vestidos impecáveis, calor desgraçado, fome, vontade de fazer xixi, cansados e doidos pra acabar com aquilo, bradaram:

-"É ele, é ele!!" O santo pombo estava pousando na cabeça do Ratzinger. Mas era só pra dar uma cagadinha.


foto da web,sem crédito

16 comentários:

Meninha disse...

Concordo plenamente sobre o que escreveu sobre João Paulo II, para mim ele foi "O PAPA". Às vezes até esqueço que ele se foi... até ver o Bento...

Marcus Gusmão disse...

Minha santa mãe ficou umas duas semanas ofendidíssima comigo só porque eu disse que este papa tem cara de cão. Minha mãe que me perdoe, mas o olhar dele me lembra mais o demo do que alguma santidade.

maria guimarães sampaio disse...

Bernardowsky,
seu texto é PER-FEI-tê-ó-TO.
Acrescento que aquele banco na minha varanda, com um buraco no meio pertence ao Vaticano. Desde a Papisa Joana a cada eleição o banco vai lá porque antes da fumaça "habemus papa" o banco é posto sobre aquela mesona lá, o escolhido tira as cuecas, senta no banco espalhando o vestido em derredor, olha pra anteontem como se nada estivesse acontecendo,enquando todos os cardeais vão passando e "parmeando" embaixo do banco pra ver se tem ovo mesmo, para não elegerem outra mulher.

Chorik disse...

Quaquaquá ou, como riem os mais jovens, huashuashuash.
Profundo conhecedor dos assuntos papais você demonstrou ser.Certamente não errou na descrição do processo da escolha. E o processo de verificação citado por Maria então completou o quadro. E eu pensava que a fumaça branca era do baseado que eles queimavam...

Chorik disse...

Ah! Eu não estava botando fé que tivesse chutado o balde, mas a julgar pelos dois últimos posts, creio que o alívio (ou o ócio) lhe caiu bem. Quem me dera saber decidir assim! Que tudo dê certo afinal!

Nilson disse...

Eu acho legal aquela frase: habemus papam. Devo confessar uma decepção bastante frívola: na morte de JP II, não foram três dias de luto sem trabalho. Tenho certeza de que foi assim na minha infância, quando morreram Paulo VI e JP I.

Mãe de Iara disse...

De papa só lembro de duas coisas... uma é que minha mãe sempre chorava ao ver JP II !! Ela dizia..
- Ele é a cara de Dr. Carmilton !!
A segunda foi quando o papa JP II veio a Salvador e uma loja de tecido fez uma promoção, quem tivesse o nome João ou Paulo, ganhava 25% de desconto e João Paulo ganhava 50% de desconto !!
As veinhas da família ficaram loucas e meu pobre irmão JOÃO PAULO, que de papa nunca teve niente, passou tardes inteiras sentado na loja com a certidão de nascimento na mão !! Pelo menos sempre ganhava um sorvetinho !!

Mãe de Iara disse...

O PAPA É POP !!

Viviane Costa disse...

Gargalhadas com o final do seu texto!
Eu estudei em colégio de padres e, quando estava na 4ª série, fui escolhida para ver JP II aqui em SSA. Minha avó morreu de orgulho e meu pai ateu me ensinou coisas de quando era seminarista. Sacava tudo de Igreja, Espírito Santo e tal... hoje sou um horror!

aeronauta disse...

Descobri que você é realmente doutor em papas! Terminou com chave de ouro: também nunca fui com a cara desse Bento.

Janaina Amado disse...

Ai, Bernardo, que saudade destes seus textos gostosos e gozativos! Ri muito da cagadinha deste. Estive em Avignon, no Palais des Papes, quando o papado se mudou pra lá. Cada história de arrepiar! Beijo!

Lidi disse...

Oi, Bernardo, sempre visito teu blog e, hoje, resolvi comentar. Sou católica, praticante até, mas, na verdade, creio em Deus independente de religião e, vou confessar: também não vou com a cara desse papa! Ri muito com o desfecho do teu texto! Abraço.

aeronauta disse...

Oi, moço, adorei esse post, mas escreva outro: vou ter pesadelos com esse papa aí (deu até cacófato), por vê-lo toda hora em que abro seu blogue!

Lidi disse...

Obrigada pela visita e por ter adicionado meu blogue. Um abraço.

aeronauta disse...

Meu Deus, esse papa ainda está aqui, com essas orelhas endemoniadas?????

imonizpacheco disse...

Parece que ninguém mesmo vai com a cara daquele falso. Voce realmente conhece de papas mas esqueceu a papisa Joana?
Bj, oto, tchau
I.Moniz Pacheco (Cumade)

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas