quinta-feira, 7 de maio de 2009

Chove, chuva


Antigamente, na minha terra, chovia mais de duzentos dias por ano! Bons tempos, aqueles, em que nem se desconfiava do aquecimento do planeta. E tome-lhe a desmatar! Resultado: hoje ficamos até noventa dias sem ver uma gota de água caindo dos céus.

Naqueles tempos de chuvas fartas, a gente morava na fazenda. A casa, no alto de um morro todo cercado por dois rios. "-Tomara que chova três dias sem parar". A gente cantava e repetia, repetia como um mantra, a água descia aos baldes, os rios transbordavam, a casa ficava ilhada; resultado: além de acreditar que tínhamos o poder de fazer chover, ganhávamos alguns dias sem aulas. Enchentes. Dava pra nadar nas enchentes, não se falava também de leptospirose. No máximo uma cobra tentando se salvar e a gente dava uma mãozinha, ou uma varinha pra ela, coitada. Jangada de toros de bananeiras. Chuva, enchente, farra. Não tenho mais isso. Não deixo Iara se aproximar da varanda em dia de chuva. Que saco! Me perdi lá atrás e fiquei besta. Tenho medo de chuva, fico pensando em quem mora nas beiradas dos morros da Bahia. Chuva, enchente, morte. Que saco! o mundo mudou muito e mudou tão devagarinho que só agora me dou conta de que eu era feliz e não sabia...
foto:dpmablog.wordpress

5 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

O Compadre Luciano descobriu uma maneira de nos referirmos ao lá de trás sem ficar "naquele tempo". Eu e ele falamos assim: "quando éramos bonitos". A-DO-RO.
Beijos, primaldo, estava com saudades.
--------
Pô, traduza ou interprete a palavra de hoje: ellytocu (será que tem algo a ver com o cu da ellyte?)

Nilson disse...

Também sou de um tempo - e de um lugar - em que chuva era só alegria.

Edu O. disse...

mais uma vez escrevemos sobre coisas parecidas, mas vc escreve com tanta beleza!!!

Nana disse...

pai, quero que vc me ensine como adicionar o pessoal. Não sei configurar nada aqui no blog.
beijinhos.
Tenho postagem nova!!

aeronauta disse...

Também adorava chuva; ficava olhando pela janela, doida para ir tomar banho de bica. Mãe não deixava. Só adolescente pude realizar esse sonho.

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas