sábado, 13 de dezembro de 2008

Receitas populares



Receitinha caseira do interior, para tirar cisco no olho:

Pegue a pálpebra como num beliscão e esfregue em movimentos circulares enquanto repete por três vezes o seguinte mantra:

Santa Luzia passou por aqui,
com seu cavalinho comendo capim.

É batata. Se não der certo, procure um oftalmologista.
.

15 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

adorê o final

Edu O. disse...

Casa nova, bonita!

valter ferraz disse...

Bernardo,
eu acredito em simpatias. Em Santa Luzia, mais ainda.

Abraço forte

Janaina Amado disse...

Ah, ah, ah, adorei - escrito por um médico, é ótimo!

Chorik disse...

Duro vai ser ouvir do médico: por que tanto esfregou esse olho?

aeronauta disse...

Tão simples, tão bonito...

aeronauta disse...

Bernardo, me acostumei com a nova cara do blogue, e já não sinto saudades da outra. Essa está mais diáfana.

Mãe de Iara disse...

Chorik, pode ser pior... o médico pode dizer:
- Agora volte lá na igreja, reze um terço para Santa Luzia e mande ela resolver a cagada que vc fez !!

Soraya disse...

Comigo sempre funcionou. Minha avó mexia a pálpebra da gente fazendo uma cruz. A idéia é fazer lágrima,expulsar o cisco e acreditar.Os versinhos eram completados assim:
"Corre, corre cavalinho
Vai buscar meu lencinho
pra enxugar meus olhinhos."
Santa Luzia é a padroeira dos ferroviários, lá na minha cidade, portanto o efeito era batata, multiplicado pela fé da cidade. Obrigada por trazer de volta essas lembranças tão especiais da minha infância.
Não consegui comentar no post sobre Eduardo mas não consigo parar de ver meus filhos brincando e pensar"ah, amigo se esqueci". Quem vai sempre fica de qualquer maneira, ainda bem. Um abraço especial.

Meninha disse...

Gostei, amei...

anjobaldio disse...

Minha avó e minha mãe já fizeram isso comigo (apesar da dor), e deu certo mesmo!

Luli Facciolla disse...

Minha vó completava assim:
"Deu-lhe pão, disse que não!
Deu-lhe vinho, disse que sim!"

Será que o cavalinho era alcoolatra????

Sei que funciona até hj!

Beijos

PS: Nosso encontro Não foi dessa vez... mas volto em breve!

Ricardo Dib disse...

kkkkkkk!
Essa foi phoda!

Abraço.

Menina da Ilha disse...

Minha mãe ensinou para meu filho uma oração parecida com a de Soraya. Ele ficava lindo rezando quando caía algo no olho.Tinha quatro anos quando aprendeu.
"Corre,corre cavaleiro, vá na casa de São Pedro, avisar Santa Luzia que me mande o seu lencinho para curar o meu argueiro".

Chiz disse...

KKKKKKK.

Vem cá, dotô Bernardo: se é batata, não seria mais indicado procurar um engenheiro agrônomo?

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas