sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Fashion é pouco!


Não gosto e não sei comprar roupa. Vera sempre compra pra mim. Eu acho que é porque não suporto experimentar roupa. Não suporto e pronto. Nem quando a bendita chega em casa. Vai pro armário e no dia que resolvo vestir aquela peça, isso pode acontecer séculos depois, enfio e...nem sempre cabe mais; não passa da coxa ou a camisa fica justa. Onde já se viu que tem buchão usar camisa colada? Tabem não sei combinar nada. Várias vezes fui mandado de volta pro quarto, pra tirar ou a camisa xadrez ou a calça de listas, ou ambas. Vera me chama de Agostinho da Grande Familia mas quando eu me visto, me acho lindo. Semana passada resolvi comprar. Fui com Vera, a fins de duas calças, a minha única está puída. Na arara da loja de departamentos ( jamais gasto mais do que o razoável num produto que detesto!), verifiquei: -46, serve.
-" Vá experimentar!"
-"Não vou!" Na fila de pagar, Vera me chega com um par de sapato.
-"Experimente!".
-"Não; 40, serve". Começou o buxixo de fila:
-"Vixe meu marido é igualzinho". A outra enxerida que não foi chamada na conversa:
-"Pois se o meu fizesse isso, eu é que não comprava; ficava nu!". Fuzilei com os olhos e fui embora.
Dia seguinte voltei decidido a comprar mais roupa. Seis camisas. Rodei, rodei, uma dúvida terrível...Não sei comprar roupa mas resolvi calar a boca da torcida lá de casa. Tomei foi vaia: as camisas, todas, eram rigorosamente iguais. Mas não é isso que se faz quando a gente gosta de alguma coisa?
.
foto de agostinho: megafashionist.blogspot.com

18 comentários:

aeronauta disse...

Adorei seu texto. Também detesto comprar roupa: ficar suando naqueles provadores, sem gostar de nada. Ufa, o negócio é cansativo.

Renata Belmonte disse...

Tire todos os nãos do seu texto e ele viraria meu. Não só adoro comprar roupas como as experimento milhões de vezes em casa. Minha mãe tb é assim. Ela até coloca a bolsa e os sapatos para ver se combinam. Meu pai fica horrorizado: duas mulheres arrumadas andando pela casa, mas sem ir para lugar algum... Coisa de doido mesmo!
Bjs

valter ferraz disse...

Bernardo,
adianta não. Homem é tudo igual. O que muda é só o endereço. Também já comprei muita camisa de modelo igual. Se gostei, ´por que não? Ainha ficava danada da vida. Resolvemos isso: não compro mais nada.
Abraço forte

valter ferraz disse...

Bernardo,
corrija o cego aí: Aninha...
Brigadu

maria guimarães sampaio disse...

Não é a toa que somos primirmãos. Ontem mesmo a Macaca me deu QUATRO lindas blusas estampadas - é de lei: natal e aniversário. E por aí vai. Um me dá bermudas, outra dá camisetas. Mena me dá carçolas. Em caso de necessidade Juliana ou Magda providenciam. Também adoro comprar igual quando dá certo... minhas calças compridas são quatro de um modelo e quatro de outro (calça como um corno OITO!). Sem contar as roupas chiques que Caio da Rocha confecciona exclusivas.

Luciano Fraga disse...

Também detesto comprar e experimentar roupas, às vezes uso algumas que viram verdadeiras fardas,abraço.

Janaina Amado disse...

Bernardo, no quesito roupas,você é igualzinho ao Luiz, meu marido! Me solidarizo com Vera.

aeronauta disse...

Menino, não é que a mulher chata do elevador disse, na despedida, para a outra:
- Por isso é que estou ótima, só ando ótima, com muito, muito pensamento positivo: porque todo dia vou pra missa!!

Nilson disse...

E minha mulher que diz que, sozinho, eu só sei comprar camisa de bancário!

anjobaldio disse...

Massa! Também não gosto de comprar roupas. Já viu o novo vídeo-poema lá no anjo baldio?

Chorik disse...

Agostinho! Vera chutou o balde com dreno e tudo! rs

Flor ♥ disse...

Olá!

Estou passando para lembrar sua participação na Blogagem Coletiva “Interlúdio com Florbela”, amanhã segunda-feira, dia 8 de dezembro. Noventa Blogs se inscreveram para participar, e como agradecimento pelo carinho de todos esses blogueiros, criei um espaço onde vou publicar todos os posts da Blogagem Coletiva, bem como o respectivo link do blog... Dá uma passadinha prá ver como vai ser, e aproveita para imaginar como vai ficar lindo o seu post por lá!

Ah... e lembre-se: são 90 blogs participantes... pode ser que não consiga publicar o seu post logo na segunda-feira, mas vou fazer o possível para que, até terça-feira todos estejam postados...

Espero que goste!
Beijos!


http://interludioemflorcomflorbela.blogspot.com/

Lua disse...

KKKKKK!! lembra da fase Hering com as mangas dobradas? E as pólos?!! bjs

Juan Trasmonte disse...

Genial, Bernardo. Você é um fora da lei, um easy-rider, um que não foi pego pelo big brother do consumismo. E por falar em consumismo e fazer trocadilho bobo, pensar que durante tanto tempo criticaram a uniformidade vestiária (ou bestária?) do comunismo chinês.
Abraços

Flor ♥ disse...

Bom dia, meus queridos!

Chegamos ao grande dia da Blogagem em homenagem a Florbela Espanca.

Tanto ansiei por este dia, e eis que, por caprichos do acaso, desde sábado estou com problemas sérios de conexão, e hoje estou aqui graças ao PC de uma Lan House... Cheia de vontade de ler os seus posts, que tão carinhosamente estão sendo publicados, mas por hora impossibilitada... A presença do técnico está marcada para hoje às 16.00 h. Espero que tudo volte ao normal para que possa, além de me deliciar com as suas postagens, publicá-las no Interlúdio com Florbela, como uma pequena forma de agradecer pelo carinho de vocês... Conto com a compreensão de todos... Beijos!

Flor ♥

Edu O. disse...

dá-lhe, Agostinho!

Meninha disse...

Todos os homens são literalmente iguais. O de lá de casa também odeia ir comprar roupas, eu é que vou e trago para ele.

Menina da Ilha disse...

Diferente de você, adoro comprar roupas e sapatos, mas sou parecida quanto a comprar coisas iguais. Quando gosto de uma blusa, um sapato ou um vestido, quase sempre compro dois iguais, só mudo a cor(claro, loucura tem limite). Tenho o mesmo modelo de sapato nas cores, vermelho, branco e preto. E blusas, idem.

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas