quarta-feira, 3 de março de 2010

O mito dos mitos


Só os médicos tem certos previlégios inclusive o maior de todos, o de penetrar na alma humana. Graças ao segredo estamos ali para ouvir o sofrimento dos sofrimentos. As mulheres falam com muito mais facilidade sobre qualquer assunto, inclusive sua sexualidade. Os homens, muito mal estão fazendo o exame da próstata. PSA ou Ultrassonografia é moleza, mas quando se oferecem ao toque retal, calam-se mortalmente. Tenho ouvido com muita frequencia ultimamente( estamos nos soltando!!), a queixa que antes preferia calar: o tamanho do pênis. É uma epidemia de homens insatisfeitos com seus pauzinhos. Quando peço para examinar, é susto em cima de susto: todo mundo tem o pinto razoável para o estado em que se apresentam. Mesmo flácidos, não são de envergonhar ninguem no vestiário de Pituaçu. Daí eu explico, explico e peço que me tragam na próxima consulta uma medida do equipamento em ponto de uso. Como? Use um pintômetro, em qualquer boa casa do ramo se encontra. Os caras me trazem 14, 15, 16 cm. Tá se queixando de que? Tá louco? Eu queria 20. Tá, mas se conforme com esse, que está muito bom. Mas tamanho não é documento? Quanto maior a área, maior o atrito e maior o prazer proporcionado? O que é melhor: quanto usar ou como? As mulheres preferem os grandes? Não sei, nunca ouvi uma sequer dizer que o maridinho tem um amendoim que nem faz cócegas. Não estaríamos exagerando? Próximo Congresso vou propor o termo falaxia para designar, em analogia à anorexia, o disturbio de percepção que o homem tem do parente lá dendas pernas. Acreditem em mim: é raríssimo o verdadeiro tiquinho. Fiz uma revisão na literatura médica e encontrei que a média nacional é de 13 cm! Vamos acabar com o sofrimento dos companheiros que se acham inferiores. Não se compare a ninguem quando o sujeito estiver em descanso. Lembre da regra: Se ele passa de 6 para 15, mais que dobra de tamanho, ou seja, deixe pra se apresentar quando estiver sempre alerta; se for de 14 para 18, cresce um tiquinho de nada, quer dizer, faz um farol danado, mesmo morto. Se você se acha pequeno, pense no velho ditado: quando estiver triste com seu sapato velho, lembre que alguem ao seu lado pode não ter o pé.

Com a palavra, as mulheres. Se acharem que vale a pena.


davi em revistabrasileiros.com.br

4 comentários:

Mãe de Iara disse...

Vc é meu pai, então... sem comentários !!

Marcus Gusmão disse...

A palavra está com as mulheres, então...sem comentários.

maria guimarães sampaio disse...

Primaldo, qualidade é fundamental - mas um bom tamanho bem que é bom. Mas que não seja daquelas rolas que entram cá e querem sair pela goela afora.
----
a palavra é pubso

Edu O. disse...

UFA, que alívio!!! hahahahahahhaha

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas