terça-feira, 23 de março de 2010

Fabricio Matogrosso


A policia de Valença anuncia que está no encalço do provável assassino do meu amigo Fabricio, que se encontra foragido. E dá a seguinte explicação para o crime:

Há cerca de uma ano, Fabricio vendeu seu carro para esse indivíduo, que deixou de pagar a ultima parcela, de R$ 800,00; por garantia, Fabrício recusou a entregar o DUT. Seria entregue contra o pagamento devido. Por isto, foi morto com cinco tiros.
foto de fabricio matogrosso em jornal do baixo sul, sem crédito

5 comentários:

Norbélia disse...

Ler o que Bernardo fala sobre Fabricio é um bálsamo sobre a dor que atravessa a vida daqueles que privaram da seu companhia. Fabricio era uma dessas raras pessoas cuja palavra de ordem era"disponibilidade"..disponibilid
ade para fazer, para esquecer, para empreender, para perdoar...Nunca vi alguém tão "crente":: acreditava nos orixás, nos santos,nas profetas de última hora, na palavra, na justiça- na divina e na dos homens-E importantíssimo que a morte de Fabrício não se transforme apenas em estatística de uma "sociedade doente", pois afinal, quem é essa tão famigerada sociedade doente? A questão, é que o errado, o feio, o ruim, o cruel está sempre fora de nós; o bom, o bem, o bem feito, o ético, estas coisas sim, estão dentro de nós... acontece, que não devemos esquecer que para o "outro", nós somos o "outro"; então eu me pergunto: de que lado vamos nos posicionar e de que forma, diante de um crime dessa natureza? o que verdadeiramente podemos fazer?... lamentar? chorar, sentir muito? com certeza todas essas coisas; mas podemos também, e principalmente, nos lembrarmos sempre, dessa barbaridade que acaba por atingir a todos nós de alguma forma. É importante que os formadores de opinião não se calem...é importante que haja punição! Fabricio, se vivo estivesse, lutaria com o entusiasmo que lhe era peculiar pela justiça que ele tanto acreditava!!!!
Norbélia, Irmã de Fabrício!!!!

Maria Muadiê disse...

meu Deus, não tem nem o que dizer...

Chorik disse...

Força Bernardo e Norbélia. Aguardemos que a polícia chegue ao assassino, tudo se esclareça, e a justiça dos homens se faça presente.

Meninha disse...

Será????

maria guimarães sampaio disse...

E neste nosso país SE prendem o assassino, receba a pena que venha a receber... depois de 30 anos: RUA, SOLTO.
----
a palavra hoje é qualogy - é a qualogy do brasil

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas