segunda-feira, 20 de julho de 2009

Homem-lobo


Homem-lobo (para Bernardo Guimarães)

Cheiro da lua,

fuça meu corpo,

ando sonhando

que nem um bicho.

Cheiro das eras,

era uma vez, era uma

lualucinação.


(Essa foi inspirada no conto do lobisomem cagão, de Bernardo Guimarães, do blog Notícias do interior)
NILSON GALVÃO ( direto do Blag )

12 comentários:

aeronauta disse...

Fiquei com dó de você quando disse que é a primeira vez que lhe dedicam uma poesia. Mas valeu a pena esta ser a primeira!

Nilson disse...

Valeu, Bernardo! A honra é toda minha!

maria guimarães sampaio disse...

Aê, Primaldo. Vivá!
Beijos

Lidi disse...

Parabéns, Bernardo! Você merece! P.S: Muito obrigada pelo comentário generoso em meu blog! Um super abraço!

Maria Muadiê disse...

era uma vez Bernardo e Nilson Galvão!

Janaina Amado disse...

Nossa, que lindo! E eu perdendo esta lobisomada toda!

Lafayette Hohagen disse...

Bernardo,sou seguidor de seu blog que conheci através do Juan. Como gosto muito dele ,o indiquei para o "Blog de Ouro".Siga o link www.contosdolafa.blogspot.com e no post à respeito saberá mais. Grande abraço do Lafa

Edu O. disse...

Adorei!!!! To adorando estas estórias, lendas e o que elas inspiram.

Renata Belmonte disse...

Kd vc, Bernardo?
Bjs

Luli Facciolla disse...

Querido Doctor!

Passei pra me atualizar!
Como sempre aplaudindo de pé!

Passo qualquer hora pra dar um beijo! Quem sabe na "Festa do Centenário" pra ver Harmonia (Deus me livre!)! ahahaha

Beijão

Janaina Amado disse...

Homem-lobo, passei aqui para um abraço, com saudade dos seus posts.

aeronauta disse...

Cadê esse lobisomem, meu Deus?, que sumiu...............

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas