quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Mulher Maravilha. Nem tanto...


As ultimas eleições trouxeram ventos novos para o sul: quatro mulheres foram eleitas, todas com o mote de que, pela primeira vez na região as mulheres iriam provar que administram melhor que os homens. Sempre desconfio das generalizações mas, por outro lado, sempre quis que as mulheres provassem que são capazes, sim, mesmo que não precisem se comparar aos homens. Quase um ano se passou. Não sei como estão as companhêras lá do eixo oeste; quanto as daqui do leste, saiu uma pesquisa esta semana publicada por um jornal de Valença ( MAPE/ Costa do Dendê ), dando conta que uma está em primeiro lugar mas em desaprovação, com 84 % de rejeição; a outra, um pouco mais modesta, amarga 64 %, tambem de rejeição, diga-se. O que aconteceu com as mulheres ou melhor, com estas mulheres? Para alívio da torcida, descobrimos que nada do que está acontecendo se relaciona ao gênero. Tentei raciocinar que teria a ver com os partidos a que estão filiadas. Negativo. Uma, a campeã, filiou-se ao PT no apagar das luzes do prazo para filiação; a outra, velha militante do mais velho ainda PMDB. A imagem perfeita da tragédia estadual em miniatura. No frigir dos ovos, até os partidos políticos se safaram, sem culpa alguma. Um dos prefeitos melhor avaliado, é do PT e outro, do Pefelê disfarçado de Dem. Conta-se à boca pequena que se trata de questão de foro intimo. Uma prefeita pintou a cidade toda de laranja e entregou o mandato ao marido, cassado e inelegível por improbidade administrativa. A outra, por coincidência, pintou sua cidade com a mesma cor e entregou o mandato à família. Prefeitas e laranjas, uma combinação perfeita e, pelo visto, nem um pouco aceita.
foto da web

6 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

lote de bandidas

Roberto disse...

cada povo tem o governo que merece!!

I.Moniz Pacheco disse...

Não se trata de gênero, mas de grau de safadeza e canalhice.
O prefeito de minha terra está pintando tudo de vermelho. Pode?

Janaina Amado disse...

Ser mulher não significa ser honesta...

Anônimo disse...

Última notícia! Mulher Maravilha do Baixo-sul foi exonerada da liga da justiça depois que o Super-homem a encontrou com uma sacola de cheia de Kriptonita com notas frias. Ela vai recorrer da decisão no Supremo Tribunal Eleitoral, alegando que as notas estavam frias porque eram do Homem-de-gelo e que a Kriptonita foi uma doação da Mulher-invisível.

Edu O. disse...

laranja na beira da estrada, ta bichada, Zé!!!!

xeudizer:

anotações livres, leves, soltas